O que são macronutrientes – e quais deles são essenciais

O que são macronutrientes – e quais deles são essenciais

Por Mari Abreu (Nutricionista)

Artigo
macronutrientes Mari Abreu

Os macronutrientes são os nutrientes dos quais o organismo precisa em grandes quantidades e que são amplamente encontrados nos alimentos. São especificamente as proteínas, as gorduras e os carboidratos.

As proteínas são componentes necessários para o metabolismo, o crescimento, construção e reparação dos tecidos do nosso corpo. Elas entram na constituição de qualquer célula, sejam nervosas no cérebro, sanguíneas (hemácias), células dos músculos, coração, fígado, das glândulas produtoras de hormônio, entre outras. As proteínas também compõem os anticorpos do sistema imunológico e participam ativamente de inúmeros processos metabólicos. Quando necessário, as proteínas são convertidas em glicose ou gordura para fornecer energia.

As gorduras ou lipídeos são os principais fornecedores de energia para o corpo. Também são responsáveis por proteger os órgãos contra lesões, manter a temperatura corporal, ajudar na absorção de vitaminas (A, D, E e K) e produzir uma sensação de saciedade. Estão presentes em todas as células do corpo; são as reservas de energia do corpo.

Os carboidratos são nutrientes que podem fornecer energia para o organismo. O carboidrato mais importante é a glicose; todos os carboidratos ingeridos e aproveitados pelo corpo são transformados em glicose, e, em excesso, são transformados em gorduras (triglicerídeos).

>> Nutrientes “Essenciais” e “Não Essenciais”

Embora proteínas, gorduras e carboidratos sejam classificados como macronutrientes, nem todos são essenciais. O metabolismo humano é capaz de transformar um tipo de macronutriente em outro, conforme a necessidade. Entretanto, alguns elementos o seu corpo não produz: alguns aminoácidos e ácidos graxos.

Os aminoácidos são substâncias que formam as proteínas. Portanto, precisamos comer proteínas, principalmente as de origem animal (completas em termos de aminoácidos). Precisamos comer os ácidos graxos ômega 6 e ômega 3, que nosso corpo também não produz. Embora encontrados em alimentos vegetais, o ômega 3 é mais presente na carne e no óleo de peixe.

Os nutrientes “não essenciais” são produzidos pelo próprio organismo, e, portanto, não precisam ser fornecidos pela dieta. Os carboidratos são nutrientes “não essenciais” e, se consumidos em excesso, acabam prejudicando sua saúde.

Leia Mais

[Artigo] Obesidade: o mal do século XXI

[Artigo] Alimentação em tempos de coronavírus

Por

Mari Abreu

Nutricionista


Renomada nutricionista em Florianópolis, Mari Abreu é uma profunda conhecedora das estratégias alimentares Paleo e ...

Ler artigos

Receba nossas
novidades
e conteúdos

Preencha seus dados