Como suas escolhas alimentares de hoje impactam até as próximas gerações

29.03.21

Como suas escolhas alimentares de hoje impactam até as próximas gerações

“O consumo de açúcar desativa os genes do sistema imunológico e interfere, por exemplo, na captação celular da vitamina C”

Notícia

Ative os interruptores de genes “bons” e você construirá mais músculos, terá mais força, aumentará a queima de gordura (melhora dos padrões metabólicos), impedirá a invasão ou agravamento de quadros virais e, de quebra, neutralizará o dano oxidativo às células (que caracteriza o processo de envelhecimento do corpo).

Sim, as suas escolhas alimentares de hoje têm um impacto direto na sua genética, o que também o torna responsável pela “qualidade” dos genes que serão transmitidos para as futuras gerações. Logo, você não é o único prejudicado pelas suas más escolhas de hoje.

Entenda melhor:

– Consumir alimentos ou suplementos ricos em ômega-3 ativa genes anti-inflamatórios. Da mesma forma, a vitamina D obtida a partir da exposição solar ideal ativa o gene P53, conhecido como “gene verificador ortográfico”, porque ajuda a regular a divisão celular saudável e, inclusive, a prevenir o câncer.

– Em contraste, fumar desativa um gene conhecido como gene “MTHFR “. Quando esse gene não está operando conforme desejado, os níveis de homocisteína no sangue aumentam, interferindo no risco de muitas formas de câncer.

– O consumo de açúcar desativa os genes do sistema imunológico e interfere na captação celular da vitamina C, uma consequência que leva ao comprometimento da função imunológica por várias horas após o consumo de uma refeição rica em açúcar.

– Você expressa o que tem de bom ou ruim através dos seus hábitos, como alimentação e estilo de vida. Em suma, você pode manipular o código genético, manifestando o que é bom ou suprimindo o que é ruim. Basicamente porque temos 2 códigos genéticos: o Homosapiens e o familiar. O homosapiens quer que você reproduza e passe os melhores genes para a frente; o familiar é resultado das escolhas que os seus ancestrais já fizeram no percorrer da evolução. Então, se você dá o “combustível” certo para o seu organismo, os bons genes afloram, assim como o contrário também é verdadeiro: se você abastecer o corpo com combustível ruim, os genes ruins afloram.

– Se a sua família tem predisposição à doença cardíaca e você reprime isso com hábitos saudáveis, você reduz as chances de passar essa carga genética para frente. Concluindo: ser saudável na sua geração melhora a genética dos seus descendentes, como filhos e netos!

Por

Brasil Low Carb


www.brasillowcarb.com.br

Marcar consulta Conheça

Receba nossas
novidades
e conteúdos

Preencha seus dados


    Ao assinar você automaticamente concorda com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies.